quinta-feira, 30 de junho de 2011

Vazio

as pequenas alegrias do dia-a- dia, me fazem esquecer a grande tristeza, que vive nas profundezas 
do meu coração...quando uma pequena coisa da errado, a grande tristeza das profundezas vem a 
superfície provocando grandes ondas de lagrimas..e a vontade de sumir com ela é constante.. 
Nessas horas da vontade de ser pássaro, voar para bem longe...Nessas horas, tenho vontade de
ser magico, e provocar em mim a magica do sumiço! de ser um cirurgião e arrancar essa dor vazia
de dentro de mim; ou me suicidar..pular do mais alto prédio.. 

Depois(...)
Tudo se estabelece, as pequenas alegrias diárias voltam a atuar...e a grande dor profunda volta a adormecer.O coração parece refrescar. A mente não se recorda, mas a dor continua ali."ela apenas
dorme"..até que a "alegria"falha e a tristeza volta a superfície, outra vez!
a mente começa a murmurar que a alegria é apenas uma camada de engano..uma ilusão(...)
e o que é verdadeiro, é o que abita no profundo do coração..(O vazio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário